open

Bem-vindo ao MuséoParc Alésia  


Em pleno coração da Borgonha, em Côte-d'Or, num quadro de verdura excepcional, venha descobrir em excursão o MuséoParc Alésia.

open

Alésia, um pouco de história 


Alésia é o local onde ocorreu em 52 a.C., o famoso confronto entre o exército romano de Júlio César e as tropas gaulesas de Vercingétorix.
Estamos no final do verão e já faz seis anos que Júlio César empreendeu a conquista dos territórios gauleses (A Guerra das Gálias). Vercingétorix, à frente da coalizão gaulesa tenta retardar o avanço do general romano. Após um ataque inglório, Vercingétorix refugia-se no oppidum(cidade) de Alésia, praça forte do povo mandubio. Os Romanos os perseguem e iniciam o cerco da praça-forte. Eles instalam os seus acampamentos nas colinas ao redor e constroem duas linhas de fortificação compostas de muralhas, torres e armadilhas. A primeira, com 15 quilometros de comprimento, circunda o oppidum impedindo a fuga dos Gauleses. A segunda, com 21 quilometros de comprimento, protege os acampamentos romanos da chegada iminente de um enorme exército de socorro gaulês. Depois de uma longa espera, os combates prosseguem com grande intensidade na planície. Os Romanos são presos entre dois fogos. As máquinas de guerra romanas fazem chover projéteis e César solicita os seus legionários e auxiliares: os fundibulários, os arqueiros e os cavaleiros germanos que dão-lhe a vitória final. Vercingétorix é preso e conduzido a Roma. Um ano mais tarde, em 51 a. C. termina a guerra das Gálias. As Gálias tornam-se galo-romanas.

open

O que visitar? O Centro de interpretação 


Mergulhe no coração da história! O Centro de interpretação do MuséoParc Alésia propõe-lhe uma imersão na história: a conquista da Gália pelos Romanos, o cerco de Alésia em 52 a. C., César contra Vercingétorix. Objetos antigos e cópias, dioramas, filmes, maquetes, terminais multimídia, reproduções de máquinas de guerra nos transporta ao coração dos combates.
As fortificações romanas foram reconstituídas em tamanho real numa distância aproximada de cem metros. Um grupo de reconstituição faz-lhe descobrir, graças à sua competência e ao prazer de transmitir, a vida no dia-a-dia de um acampamento romano e propõe-lhe assistir ao treino dos legionários (demonstração de combates e manobras). Você poderá descobrir também a reprodução de máquinas de guerra romanas utilizadas durante o cerco de Alésia.
O terraço vegetal do Centro de interpretação, dominado por carvalhos e bétulas, oferece-lhe uma vista panorâmica de 360° sobre o Mont-Auxois e as colinas circudantes onde se encontravam localizados os acampamentos das tropas romanas.
Duração média da visita: 3 h aprox.
open

Os vestígios da cidade galo-romana 


No cume do Mont-Auxois, que foi o reduto das tropas gaulesas, encontram-se os vestígios da cidade galo-romana que se desenvolveu durante os primeiros séculos da nossa era e onde viviam milhares de pessoas. Nela você descobrirá o centro monumental (teatro, templo, basílica civil…) e os bairros de artesanato e habitação.

open

A estátua de Vercingétorix 


Para terminar a sua visita, dirija-se para o oeste do Mont-Auxois, precisamente no lugar onde o oppidum domina o campo da última batalha que opôs os Gauleses aos Romanos, para descobrir a célebre estátua de Vercingétorix.
Para comemorar o final e o sucesso das pesquisas efetuadas em Alésia, Napoleão III encomenda ao escultor Aimé Millet uma estátua colossal de Vercingétorix. Com 6,60 metros de altura, esta obra em chapa de cobre é erigida em 1865. A sua base em pedra com 7 metros foi desenhada pelo arquiteto Viollet-le-Duc.
O rosto de Vercingétorix, inspirado por Napoleão III jovem e a sua atitude exprimem a resignação após a derrota. A representação está repleta de anacronismos. O colar de pérolas é de fantasia. A couraça a espada e as fitas que prendem as calças pertencem a outras épocas… Tudo está conforme à imagem veiculada nos séc. XIX e XX pelas representações populares e os manuais escolares: Gauleses de bigode e cabelo comprido, capacete com asas ou chifres, amante da guerra e da caça e vivendo em cabanas. Idéias préconcebidas que hoje estão em contradição com as descobertas arqueológicas e a releitura dos textos antigos.

Todas as animações, clique aqui

open

Prolongue a sua excursão 


Nos arredores, você poderá visitar o castelo de Bussy-Rabutin (10 min), a vila de Flavigny e sua fábrica de anis (10 min), a cidade medieval de Semur-en-Auxois (15 min), a Abadia de Fontenay (20 min)...

open

Infos práticas 


Preços
, clique aqui

Serviços
Audioguias em línguas estrangeiras
Livros-jogos e guias de visita em línguas estrangeiras
Ludoteca
Libraria-loja
Bar e sanduicheria
Restaurante

MuséoParc Alésia
1, route des Trois Ormeaux
BP 49 - 21150 Alise-Sainte-Reine
Tel : 03.80.96.96.23
contact@alesia.com